• Rádio Online
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube

Anterior


Reflexão sobre a pessoa do Espírito Santo

27/12/2014

Anterior

Próxima


A oração que Deus responde

12/04/2015

Próxima
12/04/2015
O que é fé?
Por: I

Ao compararmos os textos de Efésios 2:8 e Hebreus 11, vemos que a fé é uma visão completa sobre a própria pessoa de Jesus, ou seja, a forma correta de vê-lo, que só os salvos pela graça de Cristo possuem.

Alguns podem dizer que a fé não é uma visão, porque Jesus disse serem bem aventurados os que não viram e creram (Jo 20:29) e que “andamos por fé e não por vista” (2ª Cor 5:7). Mas, quando falamos da natureza da fé, falamos da visão das coisas que se esperam, não do sentido da visão natural, e sim, do seu sentido espiritua (Heb 11:1).

A bíblia nos diz que Moisés, pela fé, “ficou firme, como vendo o invisível” (Heb 11:27), e também “Olhando para Jesus, autor e consumador da fé...” (Heb 12:2). Do ponto de vista espiritual o crente vê a Jesus como os crentes de Hebreus 11, em três dimensões: ele vê Jesus na vida, na morte e depois da morte para sempre. Vejamos, pois, à luz das Escrituras:


1 - O crente vê a Jesus em vida: É aqui nesta vida que o crente conhece a Cristo, pela fé, e passa a ver Jesus em sua vida. Judas (não o Iscariotes) perguntou como Jesus seria visto pelos crentes, se Ele estava indo para o céu? (Jo 14:22). Jesus lhe respondeu que se manifestaria e estaria na vida dos crentes. Sua presença seria percebida pelos crentes em suas vidas! Neste sentido, todo o crente vê Jesus em vida (Jo 14:21-23).


2 - O crente vê a Jesus na morte: No texto que lemos Marta e Maria viam a Jesus, até então, em vida; mas não na morte. Elas disseram: “Se tu estivesses aqui, nosso irmão não teria morrido” (Jo 11:21-32). Noutras palavras, elas estavam dizendo: "Senhor, nós te vimos até aqui, mas agora, não podes fazer mais nada, porque não tem mais jeito." Como que dizendo: "Daqui para frente ninguém te vê, pois nada podes fazer." Foi então que Jesus doutrinou aquelas moças, mostrando para elas que o propósito da salvação consiste em que o crente possa vê-lo, não somente em vida, mas também na morte, pois do contrário, não seria salvação.

Quando Jesus disse: “Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim ainda que esteja morto viverá; e todo aquele que vive e crê em mim, nunca morrerá...” (Jo. 11:25-26), estava afirmando que as pessoas salvas por Ele, tanto o veem na vida, como na morte. Estevão, diácono da igreja em Jerusalém, no momento de sua morte, viu o céu aberto e a Jesus para o qual recomendou a sua alma (At 7:54-60). O malfeitor arrependido viu e conversou com Jesus momentos antes de morrer (Luc 23:42). Paulo que viu literalmente a Jesus em vida, por ocasião de sua conversão, disse que nem a morte poderia separá-lo de Cristo (Rom 8:38-39). Paulo estava tão certo de ver Jesus em sua morte que disse: “Para mim viver é Cristo e morrer é ganho.” (Fil 1:21).

O crente vê a Jesus na morte porque ele não morre (Jo 8:51).  Na hora da morte passa por ela porque vê a vida (Jo 5:24). Não tem como ver as trevas da morte se Cristo, a luz, se faz presente na hora da morte do crente.


3 - O crente vê a Jesus depois da morte: Esse é o objetivo final da fé: que após sua morte ele veja e esteja com Jesus para sempre. O malfeitor arrependido que viu Jesus em vida e na morte, ouviu Cristo lhe dizer em seus últimos momentos nessa vida: “hoje estarás comigo no paraíso” (Luc 23:43). Paulo dizia que após a sua morte estaria com Cristo numa dimensão infinita e incomparavelmente melhor (Fil 1:23). Era tão plena a convicção de Paulo, que após a morte veria e estaria com Jesus no céu, que escreveu:

“por isso não desfalecemos: mas ainda que o nosso homem exterior se corrompa, o interior, contudo, se renova de dia em dia, porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós um peso eterno de glória mui excelente. Não atentando nós nas coisas que se vêem, mas nas que se não vêem; porque as que se vêem são temporais, e as que se não vêem são eternas. Porque sabemos que se a nossa casa terrestre se desfizer, temos de Deus um edifício, uma casa não feita por mãos, eterna nos céus. Temos confiança e desejamos antes deixar este corpo para habitar com o Senhor.” (2ª Cor 4: 16-18; 5:1,8).


Finalmente: Há um tipo de "fé" liberal, mesmo em algumas igrejas chamadas evangélicas, que não conseguem ver a Jesus nestas três dimensões. Há quem veja a Jesus somente na vida, ou seja, na cura física, na prosperidade financeira, social e familiar, como se a salvação se limitasse apenas nisto. Já nos dias de Paulo havia tais pessoas e ele as doutrinou dizendo: “Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens” (1ª Cor 15:19). Há também aqueles que conseguem ver a Jesus somente até a morte. Estes dizem que na morte, a alma (que é mortal, segundo eles) junto ao corpo (mortal) vão para a sepultura e ficam separados de Jesus até o dia da ressurreição dos mortos. Marta e Maria pensavam assim, mas Jesus as corrigiu sobre este grave erro (Jo 11:26). Na ressurreição, segundo esses, Jesus ressuscita o corpo e acorda a alma que esta dormindo junto com o corpo na sepultura, e somente depois disto passam ver a Jesus em novos céus e nova terra. Jesus porém diz que a alma do homem não morre com o corpo: Ora, Deus não é Deus de mortos, mas de vivos; porque para Ele vivem todos.” (Luc. 20:38).

Então perguntamos: O que é fé? As doutrinas bíblicas nos ensinam que a fé consiste em ver a Jesus nos três pontos das dimensões eternas: Na vida, na morte e depois da morte. Quem consegue ver a Jesus nestas três dimensões, foi salvo pela graça por meio da fé (Ef 2:8). Fora destas três dimensões não há fé, apenas crendices inventadas pelos homens que estão enganados e querem deturpar a verdadeira fé.










visite nossa igreja

Rua Regente Feijó 238 - Roncon
Ribeirão Pires - SP - 09411-240

  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
Newsletter

Cadastre seu email e receba nossos informativos.